Novembro Azul: tudo o que você precisa saber sobre câncer de próstata

novembro-azul-tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-cancer-de-prostata

Novembro é o mês para lembrar aos homens a importância de cuidar da saúde. Através da campanha Novembro Azul, ações são realizadas em todo Brasil e também ao redor do mundo para a prevenção do câncer de próstata, o tipo de câncer mais comum em homens. 

A doença é causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve este câncer. Por isso, é importantíssimo prevenir-se. É através da campanha Novembro Azul que busca-se quebrar preconceitos que existem em nossa cultura sobre o exame de toque e, até mesmo, sobre o simples ato do homem ir ao médico.

Como surgiu o Novembro Azul?

Mundialmente, o Novembro Azul é conhecido como Movember. A campanha surgiu na Austrália em 2003 e foi escolhida para ocorrer em novembro porque no mesmo mês há o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, em 17/11. O termo “Movember” é uma brincadeira que faz junção entre as palavras em inglês moustache (bigode) e november (novembro). O Brasil começou a participar da campanha em 2008, através da iniciativa do Instituto Lado a Lado pela Vida, que renomeou para “Novembro Azul”

Próstata: importante para a vida

A próstata é uma das glândulas mais importantes no organismo masculino. Ela pesa cerca de 20 gramas e é parte do sistema reprodutor. Localizada abaixo da bexiga e, em sua principal função, produz um líquido que compõe parte do sêmen, que nutre e protege os espermatozoides. 

Estatísticas no Brasil

O câncer de próstata, como dissemos anteriormente, é o mais comum entre a população masculina. No Brasil, de acordo com dados do INCA, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata. Ele atinge principalmente homens a partir dos 50 anos, porém pode estar presentes em homens de todas as idades. Só em 2018, estimou-se o surgimento de 68 mil novos casos.

Principais fatores de risco

Assim como outros tipos de neoplasias, o câncer de próstata também possui fatores de risco que podem aumentar as chances de um homem desenvolver a doença.

  • Idade: o risco aumenta com o avançar da idade. No Brasil, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos;
  • Histórico de câncer na família: homens cujo o pai, avô ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos, fazem parte do grupo de risco;
  • Sobrepeso e obesidade: estudos recentes mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal mais elevado.
  • Exposições a aminas aromáticas (comuns nas indústrias química, mecânica e de transformação de alumínio) arsênio (usado como conservante de madeira e como agrotóxico), produtos de petróleo, motor de escape de veículo, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA), fuligem e dioxinas estão associadas ao câncer de próstata.

Além do câncer de próstata, é importante também frisar que outras doenças atingem a próstata. Esses sinais e sintomas também ocorrem devido a doenças benignas da próstata:

  • Hiperplasia benigna da próstata é o aumento benigno da próstata. Afeta mais da metade dos homens com idade superior a 50 anos e ocorre naturalmente com o avançar da idade;
  • Prostatite é uma inflamação na próstata, geralmente causada por bactérias.

Prevenção: um ótimo caminho

Os riscos do câncer de próstata podem (e devem!) ser diminuídos. Alguns hábitos saudáveis podem ser inseridos na rotina até mesmo com ajuda médica para esta prevenção. Nenhuma dessas atitudes é tão simples para todos, por isso recomenda-se procurar um médico para ajudar com a reeducação alimentar, por exemplo, ou a prescrição de exercícios físicos adequados para cada um. Confira a lista: 

  • Alimentação saudável;
  • Peso corporal adequado;
  • Praticar atividade física;
  • Não fumar;
  • Evitar consumo de bebidas alcoólicas.

Quais são os sintomas do câncer de próstata?

O câncer de próstata pode não apresentar sintomas em sua fase inicial. Porém, quando apresenta, estes são os mais comuns?

  • Dificuldade de urinar;
  • Demora em começar e terminar de urinar;
  • Sangue na urina ou no sêmen;
  • Diminuição do jato de urina;
  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite;
  • Dor óssea

Lembre-se: Na presença qualquer sinal ou sintomas, vá ao médico e realize exames para investigar o câncer de próstata. 

Tratamento para câncer de próstata

O tratamento câncer de próstata é feito por meio de uma ou de várias modalidades e técnicas, que podem ser combinadas ou não. A principal delas é a cirurgia, que pode ser aplicada junto com radioterapia e tratamento hormonal, conforme cada caso. A escolha do tratamento mais adequado deve ser individualizada e definida após médico e paciente discutirem os riscos e benefícios de cada um. 

Fonte: Ministério da Saúde, INCA

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco
Enviar via WhatsApp
Rolar para cima