Quimioterapia

idosa em quimioterapia

O que é Quimioterapia?

A quimioterapia é um tratamento medicamentoso que utiliza produtos químicos poderosos para matar células de crescimento rápido em seu corpo.

A quimioterapia é mais frequentemente usada para tratar o câncer, uma vez que as células cancerígenas crescem e se multiplicam muito mais rapidamente do que a maioria das células do corpo.

Muitos medicamentos quimioterápicos diferentes estão disponíveis. Os medicamentos quimioterápicos podem ser usados isoladamente ou em combinação para tratar uma ampla variedade de cânceres.

Embora a quimioterapia seja uma maneira eficaz de tratar muitos tipos de câncer, o tratamento quimioterápico também acarreta um risco de efeitos colaterais. Alguns efeitos colaterais da quimioterapia são leves e tratáveis, enquanto outros podem causar complicações graves.

Para que serve a Quimioterapia?

A quimioterapia é usada para matar células cancerígenas. Existem várias configurações nas quais a quimioterapia pode ser usada em pessoas com câncer:

  • Para curar o câncer sem outros tratamentos: A quimioterapia pode ser usada como tratamento primário ou único para o câncer.

  • Após outros tratamentos, para matar células cancerígenas ocultas: A quimioterapia pode ser usada após outros tratamentos, como a cirurgia, para matar todas as células cancerígenas que possam permanecer no corpo. Os médicos chamam isso de terapia adjuvante.

  • Para prepará-lo para outros tratamentos: A quimioterapia pode ser usada para reduzir um tumor, para que outros tratamentos, como radiação e cirurgia, sejam possíveis. Os médicos chamam isso de terapia neoadjuvante.

  • Para aliviar os sinais e sintomas: A quimioterapia pode ajudar a aliviar os sinais e sintomas do câncer, matando algumas das células cancerígenas. Os médicos chamam isso de quimioterapia paliativa.

Para que mais serve a Quimioterapia?

Alguns medicamentos quimioterápicos se mostraram úteis no tratamento de outras condições, como:

  • Doenças da medula óssea. As doenças que afetam a medula óssea e as células sanguíneas podem ser tratadas com um transplante de medula óssea (célula tronco). A quimioterapia é frequentemente usada para se preparar para um transplante de medula óssea (células-tronco).

  • Distúrbios do sistema imunológico. Doses mais baixas de medicamentos quimioterápicos podem ajudar a controlar um sistema imunológico hiperativo em certas doenças, como lúpus e artrite reumatóide.

Quais os efeitos colaterais da Quimioterapia?

Os efeitos colaterais dos medicamentos quimioterápicos podem ser significativos. Cada medicamento tem efeitos colaterais diferentes, e nem todo medicamento causa todos os efeitos colaterais. O médico explicará sobre os efeitos colaterais de cada medicamento ao paciente.

Efeitos colaterais durante o tratamento:

Os efeitos colaterais comuns dos medicamentos quimioterápicos incluem:

  • Náusea
  • Vômito
  • Diarreia
  • Perda de cabelo
  • Perda de apetite
  • Fadiga
  • Febre
  • Aftas
  • Dor
  • Prisão de ventre
  • Contusões fáceis

 
Muitos desses efeitos colaterais podem ser prevenidos ou tratados. A maioria dos efeitos colaterais desaparece após o término do tratamento.

Como se prepara para a Quimioterapia?

Tudo depende de quais medicamentos o paciente receberá e como eles serão administrados. O médico dará instruções específicas para o preparo dos tratamentos de quimioterapia. Pode ser necessário:

Ter um dispositivo inserido cirurgicamente antes da quimioterapia intravenosa. Se o paciente estiver recebendo a quimioterapia por via intravenosa, o médico poderá recomendar um dispositivo, como um cateter, porta ou bomba. O cateter ou outro dispositivo é implantado cirurgicamente em uma veia grande, geralmente no peito. Os medicamentos quimioterápicos podem ser administrados através do dispositivo.
São feitos testes e procedimentos para garantir que o corpo esteja pronto para receber quimioterapia. Exames de sangue para verificar a função renal e hepática e exames cardíacos para verificar a saúde do coração podem determinar se o corpo está pronto para iniciar a quimioterapia. Se houver algum problema, o médico poderá atrasar o tratamento ou selecionar um medicamento quimioterápico e uma dosagem mais seguros.

Consultar o dentista. O médico pode recomendar que um dentista verifique os dentes quanto a sinais de infecção. O tratamento de infecções existentes pode reduzir o risco de complicações durante o tratamento quimioterápico, uma vez que algumas quimioterápicas podem reduzir a capacidade do corpo de combater infecções.

Planejar com antecedência os efeitos colaterais. Perguntar ao médico quais são os efeitos colaterais esperados durante e após a quimioterapia e tomar as providências necessárias. Por exemplo, se o tratamento quimioterápico causar infertilidade, convém considerar suas opções para preservar o esperma ou óvulos para uso futuro. Se a quimioterapia causar perda de cabelo, considerasse planejar uma cobertura da cabeça.

Fazer adaptações para obter ajuda em casa e no trabalho. A maioria dos tratamentos de quimioterapia é feita em um ambulatório, o que significa que a maioria das pessoas consegue continuar trabalhando e realizando suas atividades habituais durante a quimioterapia. O médico pode dizer em geral o quanto a quimioterapia afetará as atividades habituais, mas é difícil prever exatamente como o paciente se sentirá.

Importante perguntar ao médico se vai precisar de uma folga no trabalho ou de ajuda em casa após o tratamento. O médico dará os detalhes de tratamentos de quimioterapia para que o paciente possa fazer arranjos para o trabalho, crianças, animais de estimação ou outros compromissos.

Preparação para o primeiro tratamento. Pergunte ao seu médico ou enfermeiros de quimioterapia como se preparar para a quimioterapia. Pode ser útil chegar bem descansado para o seu primeiro tratamento quimioterápico. Você pode querer fazer uma refeição leve com antecedência, caso seus medicamentos quimioterápicos causem náusea.

Pedir a um amigo ou membro da família que o leve ao seu primeiro tratamento. A maioria das pessoas pode se dirigir para as sessões de quimioterapia. Mas é na primeira vez que os pacientes descobrem se os medicamentos deixam com sono ou causam outros efeitos colaterais que dificultam a condução.

O que se pode esperar do Tratamento de Quimioterapia?

Quais medicamentos quimioterápicos o paciente pode receber?

O médico escolhe quais medicamentos quimioterápicos receberá com base em vários fatores, incluindo:

  • Tipo de câncer
  • Estágio de câncer
  • Saúde geral
  • Tratamentos anteriores contra o câncer
  • Seus objetivos e preferências

Como os medicamentos quimioterápicos são administrados?

Os medicamentos quimioterápicos podem ser administrados de diferentes maneiras, incluindo:

Infusões de quimioterapia. A quimioterapia é frequentemente administrada como uma infusão na veia (intravenosa). Os medicamentos podem ser administrados através da inserção de um tubo com uma agulha na veia do braço ou em um dispositivo na veia do peito.

Pílulas de quimioterapia. Alguns medicamentos quimioterápicos podem ser tomados em forma de comprimido ou cápsula.

Tiros de quimioterapia. Os medicamentos quimioterápicos podem ser injetados com uma agulha, assim como receberia uma injeção.

Cremes quimioterápicos. Cremes ou géis contendo drogas quimioterápicas podem ser aplicados à pele para tratar certos tipos de câncer de pele.

Medicamentos de quimioterapia usados para tratar uma área do corpo. Os medicamentos quimioterápicos podem ser administrados diretamente a uma área do corpo. Por exemplo, medicamentos quimioterápicos podem ser administrados diretamente no abdômen, cavidade torácica ou sistema nervoso central. A quimioterapia também pode ser administrada pela uretra na bexiga.

Quimioterapia aplicada diretamente ao câncer. A quimioterapia pode ser administrada diretamente ao câncer ou, após a cirurgia, onde o câncer já esteve. Como exemplo, bolachas finas em forma de disco contendo drogas quimioterápicas podem ser colocadas próximas a um tumor durante a cirurgia. As bolachas quebram com o tempo, liberando medicamentos quimioterápicos. Os medicamentos quimioterápicos também podem ser injetados em uma veia ou artéria que alimenta diretamente um tumor.

Com que frequência se faz o tratamento da Quimioterapia?

O médico determina com que frequência se recebe os tratamentos de quimioterapia com base nos medicamentos que o paciente receberá, nas características do câncer e na recuperação do corpo após cada tratamento. Os horários de tratamento da quimioterapia variam. O tratamento quimioterápico pode ser contínuo ou alternar entre períodos de tratamento e períodos de descanso para permitir a recuperação.

Onde se faz o tratamento de Quimioterapia?

O local onde se recebe os tratamentos de quimioterapia depende de cada situação. Os tratamentos de quimioterapia podem ser dados:

  • Em uma unidade de quimioterapia ambulatorial.
  • No consultório médico.
  • No Hospital.
  • Em casa, como ao tomar comprimidos de quimioterapia

Como analisar os resultados da Quimioterapia?

O paciente se encontrará com o médico oncologista regularmente durante o tratamento quimioterápico. O oncologista perguntará sobre quaisquer efeitos colaterais que se esteja enfrentando, pois muitos podem ser controlados.

Dependendo da situação, também pode passar por exames e outros testes para monitorar o câncer durante o tratamento quimioterápico. Esses testes podem dar ao médico uma ideia de como o câncer está respondendo ao tratamento, e o tratamento pode ser ajustado conforme necessidade.

É importante que seu oncologista esteja sempre se atualizando e tenha contato direto com congressos e eventos médicos que apresentam sempre novas possibilidades para tratamento contra o câncer. Certifique-se de estar sendo atendido por um especialista atualizado e com boa reputação como oncologista. Dúvidas? Entre em contato com nossa equipe, é um prazer poder ajudar.

Fale Conosco
Enviar via WhatsApp
Rolar para cima